terça-feira, 23 de agosto de 2011

Movimentos do Tai Chi Chuan Pai Lin (37) Parte 2

12. RECUAR DANDO TAPAS,
       LIMPAR ATÉ O JOELHO E EMPURRAR,
       ABRAÇAR O TIGRE E EMPURRAR À MONTANHA

13. GIRAR E CONDUZIR,
       PUNHO SOB COTOVELO,
       ESPETAR EM LÓTUS

14. RECUAR E REPELIR O MACACO,
       DAR PALMADA NO CAVALO,
       CRUZAR AS MÃOS E CHUTAR

15. COLHER AGULHA NO FUNDO DO MAR

16. ABRIR O LEQUE

17. GIRAR E GOLPEAR COM O PUNHO E A PALMA

18. SEPARAR A CRINA DO CAVALO

19. TRABALHAR A LANÇADEIRA

20. GALO DOURADO NUM PÉ SÓ,
       RECUAR E PROTEGER

21. VOAR OBLIQUAMENTE

       CHICOTE

23. DAR PALMADA NO CAVALO,
       GOLPE DE COTOVELO,
       CRUZAR AS MÃOS E CHUTAR

24. PUXAR E GOLPEAR COM O JOELHO,
       VENTO ATINGE OS OUVIDOS

25. ABAIXAR CRUZANDO AS MÃOS,
       LEVANTAR E SOLAR

26. CHICOTE

27. DAR PALMADA NO CAVALO,
       CHUTAR E ESPETAR

28. GIRAR E CHUTAR VARRENDO O LÓTUS,
       ABAIXAR

29. LEVANTAR,
       PROTEGER O JOELHO E SOCAR O BAIXO VENTRE,
       RECUAR E DEFENDER

30. AVANÇAR,
       ACOMPANHAR A CAUDA DO PÁSSARO

31. CHICOTE COM PASSO LARGO,
       ABAIXAR

32. SETE ESTRELAS,
       CHUTAR,
       RECUAR E MONTAR O TIGRE

33. ESPETAR,
       GIRAR E ESPETAR

34. GIRAR E CHUTAR VARRENDO O LÓTUS

35. ESTICAR O ARCO E FLECHAR O TIGRE

36. PASSO EM ARCO, BLOQUEAR E SOCAR

37. ABRIR E FECHAR,
       CRUZAR AS MÃOS,
       ABRAÇAR O TAI CHI
       RETORNAR AO VAZIO



Esta versão dos nomes dos 37 conjuntos de movimentos
da sequência curta de Tai Chi Chuan Pai Lin
foi elaborada por Tarcísio Tatit Sapienza em 2011
a partir da experiência de ensino e da consulta às seguintes referências:
“Tai Chi Pai Lin: Tai Chi Chuan - 37 Movimentos Básicos”,  publicação de Maria Lúcia Lee (1981);
Tai Chi Chuan: Movimento, Saúde, Longevidade”, vídeo de Maria Lúcia Lee (1989);
nomes tradicionais dos movimentos do Estilo Yang de Tai Chi Chuan.


Este texto corresponde à legenda opcional do vídeo “Taijiquan Tai Chi Pai Lin part 2”.
(Para ver as legendas aqui clique no botão em forma de piramide, no YouTube use o botão “cc”)

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Como viver mais?

"As pessoas
da família de Liu Pai Lin
nunca viveram muito,
mas ele conseguiu chegar aos 93 anos.

“Minha saúde
sempre foi frágil,
desde criança.”

Pai Lin
pratica tai-chi-chuan,
arte milenar
que mistura exercícios
físicos e de respiração.
 
A principal arma
de Pai Lin
para a vida longa
é a calma.

“Quando você fica nervoso,
desequilibra-se
e perde uma parte de sua energia
para o meio em que está vivendo.”

Na opinião dele,
os exercícios de tai-chi-chuan
ajudam a captar energia.

“Eu me alimento
da própria natureza,
não só ingerindo alimentos
de todas as cores,
mas entrando em comunhão com ela.” "


Trecho de entrevista a Lavínia Fávero
publicada no jornal Folha de São Paulo
de 13 de março de 1999,
no suplemento Folhinha, página 3.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Por que praticar Tai Chi Chuan?

"Para evitar o estresse,
e outras tantas doenças da sociedade moderna,
e auxiliar no tratamento de diversas enfermidades,

uma pequena mudança de hábitos,
aliada a prática de exercícios,
podem ser de grande ajuda,
e até mesmo reverter quadros graves.

Aos poucos,
o conceito de melhor qualidade de vida,
associado à prática de atividades físicas,
começa a ganhar espaço.

Para começar,
uma ótima opção é praticar Tai Chi Chuan.

Os especialistas
e os próprios praticantes
admitem que este tipo de atividade
ajuda significativamente
na rotina diária.

O Tai Chi Chuan
surgiu na China por volta de 1200
no templo taoísta do Monte Wudang.
Com o tempo o caráter esportivo
do Tai Chi Chuan se acentuou
e seus benefícios terapêuticos
foram se confirmando,

a ponto de o presidente Mao Tse Tung
ter incentivado sua prática
para a conservação da saúde do povo,
sendo hoje praticado por milhões de pessoas,
não apenas na China, mas em todo o mundo.

O Tai Chi Chuan
é uma arte marcial da escola interior,
tendo sua predominância na força interior,
com o desenvolvimento e conservação da energia vital,
na respiração,
na postura
e na atitude mental do praticante.

Seu treinamento objetiva,
não apenas o fortalecimento do corpo
e o aprimoramento da técnica,
mas, também, a tranquilidade mental,
o equilíbrio emocional
e o desenvolvimento espiritual do praticante." 

Nivia Junqueira (Educadora Física)


Trecho do texto "Por que praticar Tai Chi Chuan?"
postado no blog "Vida Ativa" em 14 de fevereiro de 2011.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Aprender Pa Kua

O Baguazhang (八卦掌)
é uma arte marcial
interna chinesa
de origem taoísta
fundamentada no
conhecimento do I Ching.

Andando em círculos
são realizadas
as mutações
dos movimentos
associadas aos 8 trigramas
do Pa Kua (Ba Gua).

Mestre Liu Chih Ming (劉之明),
discípulo do famoso
Mestre Wang Shu Jin (王樹金),
é desde o início da década de 1980
um dos pioneiros
no ensino desta arte
no Brasil.


No vídeo de Elza Ramalho
Mestre Liu Chih Ming guia a prática do Pa Kua Chang
durante viagem na China, em 2007.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Os efeitos da massagem Tui Na

A fisioterapeuta Nana Liu,
neta do mestre taoista Liu Pai Lin,
com quem aprendeu o tui-na desde os 12 anos,
atendeu ao repórter com dor nas costas,
interessado em fazer uma matéria
sobre a massagem milenar chinesa tui-na.

“Deitei de bruços numa cama alta
e ela começou esfregando minhas costas
com as palmas das mãos
em movimentos circulares leves.
O que parecia uma carícia
logo ganhou velocidade e pressão,
como se suas mãos fossem enceradeiras.
O vigor e a rapidez das manobras
são impressionantes.

O vocábulo tui-na 
significa "empurrar" (tui) e "puxar" (na).
São os movimentos básicos da massagem,
que conta com 37 tipos de manobras.
É difícil descrever
todos os movimentos
que se alternam com rapidez.

Os braços firmes de Liu
finalmente pararam alguns segundos.
Com uma mão sobre a outra,
ela fazia uma pressão
quente e gostosa
na base da minha coluna.

Virei com a barriga para cima,
e a terapeuta atacou meus pés.
Nessa virada,
me dei conta de que a coriza
que às vezes me ataca de manhã
tinha passado.
Meu nariz destapou
e experimentei
uma sensação boa de relaxamento.

Ela também massageou
a cabeça e os braços,
fez pequenas torções no tórax
e movimentos circulares na barriga
nos sentidos horário e anti-horário.
Suas mãos pararam de novo
no meio da barriga
e no centro do peito,
onde a massagem terminou.

Não tive vontade de dormir,
o que acontece com frequência
quando recebo massagem.
Pelo contrário,
me sentia disposto e revigorado.
A dor havia passado.


Trechos do texto de Marcos Dávila "A Tataravó das massagens"
publicado no Jornal Diario Popular, de Ipatinga (MG), 
em 10/08/2010, na página 8.
Divulgado na seção Equilíbrio e Saúde da "Folha.com" 
em 10/08/2010, disponível neste link.

Nana Liu atende 
em São Paulo na região da Vila Mariana, 
contatos pelo celular 6463-1905.

Acesso às Práticas Integrativas e Complementares em Saúde em SP

Desde 2001,
a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo
oferece opções de tratamentos
de medicina tradicional e natural
e práticas corporais

Na cidade, são quatro unidades especializadas,
em Guaianases, Parque D. Pedro II, São Mateus e Vila Mariana.
No total, o programa está em 444 unidades de saúde,
com 1.047 instrutores
de práticas corporais, meditativas e atividades físicas.

A idéia é incentivar
a adoção de alimentação adequada,
de exercícios físicos
e do equilíbrio emocional,
para prevenir problemas de saúde
e aumentar a qualidade de vida.

“Difícil mesmo
era saber onde eu não sentia dor”,
lembra Iraceli Ursulino Bueno, 70 anos,
que, mesmo com a fisioterapia,
tinha os movimentos limitados
e sofria muito com dores articulares.
Ela encontrou
o caminho para o bem-estar
no Parque do Carmo,
na Zona Leste da cidade,
ao conhecer e começar a praticar o lian gong,
exercício de origem chinesa.

Cacilda Veloso Fernandes, 76 anos,
conta que procurou
o Centro de Práticas Naturais em Saúde 
de São Mateus, na Zona Leste,
porque, após um tombo,
não conseguia mover o braço direito. 
Começou imediatamente
a frequentar as práticas corporais
da medicina tradicional chinesa.
Na terceira semana,
já sentiu não só melhora no braço,
mas na saúde como um todo.
“Estava toda travada,
quase precisando de bengala.
O braço sarou,
normalizei a pressão,
melhorei a postura
e até o sono”, comemora.


divulgada no Portal da Prefeitura de S.Paulo em 7 de Junho de 2011.